Ging Gang Goolie

 

Escoteiros desse Brasil varonil,

agora que a banda tem esse super blog eu confesso que fiquei empolgado em estar sempre escrevendo nele sobre assuntos diversos do movimento escoteiro. Obviamente que estarão na maioria das vezes relacionados a banda e a música escoteira, mas sempre que pudermos ajudar algum projeto bacana ou então passar para vocês informações de interesse geral o faremos.

But Vamos ao que interessa!

Não é de hoje que eu venho pesquisando sobre canções e músicas escoteiras em geral e por isso, pretendo nos próximos posts falar um pouco sobre essa história, pontuada com detalhes no mínimo… interessantes.

Mas hoje quero trazer pra vocês uma das minhas histórias favoritas! Muitos aqui(principalmente a velha guarda), devem conhecer a canção “Ging Gang Goolie” que é uma das mais conhecidas e cantadas em todo o mundo. Talvez poucos saibam, mas ela foi criada pelo nosso GodFather Poderoso Chefão do movimento escoteiro, Lord Robert Stephenson Smyth Baden Powell, com o intuito de permitir que todos pudessem cantar, por isso ela não é escrita em nenhuma língua existente.

Digo pra vocês que eu simplesmente achei fantástica a história que criaram para essa música, pois cantei ela a minha vida toda e finalmente ela faz sentido pra mim!

Sem mais delongas… Senta que lá vem a  história:

Numa escura e longínqua selva Africana existe uma lenda que conta a história do “Fantasma do Grande Elefante Cinzento”.
Todos os anos após a época das grandes chuvas, o fantasma do elefante surgia da bruma pela madrugada e vagueava pela selva. Quando chegava a uma aldeia parava, levantava a tromba e cheirava… “func”!
Depois decidia se atravessava a aldeia ou se a contornava. E, se ele atravessasse a aldeia, significava que o ano ia ser mau, haveria fome, doenças e as colheitas seriam péssimas devido à seca, pestes ou quaisquer outras desgraças, mas se pelo contrário ele contorna-se a aldeia, significava que o ano seria próspero.

A aldeia de Wat-Cha tinha sido atravessada pelo fantasma durante três anos consecutivos e as coisas começavam a ficar realmente más para os habitantes.
O chefe da aldeia, Ging-Gang, e o pagé da tribo, Sheyla, estavam bastante preocupados, uma vez que o dia do elefante estava de novo a aproximar-se, então juntos decidiram que era preciso fazer alguma coisa para que o fantasma não voltasse a atravessar a aldeia.

Os guerreiros da aldeia, que eram homens grandes como hipopótamos rechonchudos, usavam escudos e lanças e decidiram que iriam se colocar no caminho do elefante para o assustarem, fazendo barulho com as suas lanças e escudos, mas por sua vez, os discípulos de Sheyla iriam fazer magia para afastar o elefante agitando os seus bastões mágicos.
Estes bastões tinham pendurados diversos enfeites e ao abaná-los faziam barulho… shalliwalli, shalliwalli, shalliwalli!

Finalmente o dia da visita do elefante cinzento chegou! Muito cedo, os habitantes levantaram-se e reuniram-se à porta da aldeia. De um lado estava Ging-Gang e os seus guerreiros, do outro estava Sheyla e os seus discípulos. Enquanto esperavam a chegada do fantasma, os guerreiros começaram a cantar baixinho os feitos heróicos do seu chefe… Ging gang goolie, goolie, goolie, goolie, watcha, Ging gang, goo, Ging Gang goo… Os discípulos de Sheyla não quiseram ficar para trás e começaram também a cantar… Heyla, Heyla Sheyla, Heyla sheyla Heyla ho, Heyla, Heyla sheyla, Heyla sheyla Heyla ho… e ao mesmo tempo abanavam os seus bastões… shalliwalli, shalliwalli, shalliwalli.

De repente surgiu da névoa o fantasma do grande elefante cinzento que ouvindo os cantos levantou a tromba e respondeu oompa, oompa, oompa… À medida que o elefante se aproximava, os guerreiros começaram a cantar mais alto e a fazer barulho com as suas lanças a bater nos escudos…

“Ging gang goolie, goolie, goolie, goolie, watcha,
Ging gang, goo, Ging Gang goo…”

Os discípulos de Sheyla levantaram-se e começaram a sua mágica para espantar o animal…

“Heyla, Heyla sheyla, Heyla sheyla Heyla ho, Heyla, Heyla sheyla, Heyla sheyla Heyla ho…”

e ao mesmo tempo abanavam os seus bastões…

“shalliwalli, shalliwalli, shalliwalli.”

Impressionado com tanto barulho o elefante começou a dar a volta a aldeia continuando a berrar…

“oompa, oompa, oompa…”

Houve grande alegria entre os habitantes e todos juntos começaram a cantar…

Ging gang goolie goolie goolie goolie watcha,
Ging gang goo, ging gang goo.
Ging gang goolie goolie goolie goolie watcha,
Ging gang goo, ging gang goo.
Hayla, oh hayla shayla, hayla shayla, shayla, oh-ho,
Hayla, oh hayla shayla, hayla shayla, shayla, oh.
Shally wally, shally wally, shally wally, shally wally,
Oompah, oompah, oompah, oompah.

Fonte: Revista Leader com o título “The Great Grey Ghost Elephant”, edição de Junho/Julho 1991, página 7.

—————————————————————

Gostou da história? Tem sugestão de outros assuntos pra gente falar?

Deixe um comentário pra gente! Não Pode xingar! Pode e deve elogiar!

De sua opinião para que possamos melhorar a qualidade do nosso conteúdo 😀

Grande abraço a todos e Sempre Alerta!

Post de: Cesar Wild

 

Anúncios

6 Respostas para “Ging Gang Goolie

  1. Adorei a história amigos.
    Vou usar no próximo fogo de conselho! rsrs
    SAPS

  2. Desde os meus tempos de lobo não “ouvia” esta história.
    Vocês poderiam fazer um podcast com ela para os novatos poderem saber como é esta música.

    Forte Canhota!!

  3. Curioso…

    conheci esta história em sestembro deste ano (2010), num fogo de conselho que participei como visitante.

    Muito bom conhecer a origem de canções que sempre cantamos…

    Se tiver mais, seria ótimo ler.

  4. Rodrigo (Bahia)

    Essa historia sem duvida é muito bacana.. sem falar na música tambem!!

    Parabens ao blog

  5. adorei a história 🙂 no mínimo curiosa!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s